Como funciona seu bumerangue

Escrito Por: BNW Avaliador Publicado em: Como Funciona seu Bumerangue - Dicas Data de Criação: 20/05/2017 Acessos: 513 Comentários: 0

Um Milênar e Fantástico Par de Asas. 

Desde que o bumerangue começou a tornar-se algo menos misterioso, o homem moderno sempre fêz,
 e até os dias de hoje a mesma pergunta : 
__Porque voa e como voa um bumerangue?

                                                                                                  

Um Milenar e Fantástico Par de Asas. 

Desde que o bumerangue começou a tornar-se algo menos misterioso, o homem moderno sempre fez,
 e até os dias de hoje a mesma pergunta : 
__Porque voa e como voa um bumerangue?

 

 Baseado nesta pergunta faremos uma breve descrição desta fantástica união das Leis da Física. 
O bumerangue nada mais é do que um par de asas. Os modelos de inspiração modernos chegam a ter 
até cinco e seis asas. Sobre elas, um turbilhão de forças e leis da física agem sem cessar. 
Abaixo, um resumo dos principais itens da "aerodinâmica aborígene" 
Os bumerangues tem no seu desenho tradicional o formato de pares asas, com os mesmos princípios 
das encontradas nos aviões. Em um corte lateral da asa de um boom tradicional, podemos ver, 
como nos aviões, as bordas de ataque e de fuga bem delineadas onde uma das bordas é mais grossa 
e com um raio menos acentuado o que forma a chamada ''borda de ataque''.E a sua parte mais fina 
e bem delgada de ''borda de fuga''. 

Fig. 1 :

 

 

FORÇA DE SUSTENTAÇÃO - O perfil da asa do boom faz com que, ao cortar o ar durante seu movimento, 
ele provoque o surgimento da força de sustentação. A aerodinâmica da asa faz com que o ar tenha 
velocidade diferente na parte superior e inferior. Comparativamente, o ar que passa sob a asa 
precisa percorrer um caminho mais curto do que aquele que passa por cima da asa. É justamente o 
formato curvo da parte superior do bumerangue que faz com que o ar que passa por cima da asa ganhe 
mais velocidade durante o movimento. 
Um princípio básico da física diz que quanto maior a velocidade, menor é a pressão. 
Ao passar pela asa, o ar tem duas velocidades e isso provoca uma diferença de pressão. 
A força de sustentação é o que resulta desta diferença de pressões. Quanto maior a velocidade, 
menor será a pressão: ou seja, a pressão embaixo será maior que em cima, 
essa combinação de pressões acaba impedindo que o bumerangue caisse imediatamente após ser lançado. 

Fig 2 :

 

FORÇA CENTRÍPETA - O bumerangue é sempre lançado na vertical. Isso faz com que
 a força de sustentação trabalhe agindo na horizontal, empurrando o boom para 
o centro do círculo que ele deve traçar no ar. 
Entretanto, ela é apenas uma dos fenômenos que fazem o boom traçar uma curva no ar, e sua base de cálculo , Fig: 3a 

Fig 3:

  Foto 3 a 

 

 

EFEITO GIROSCÓPIO - As duas forças (centrípeta e de sustentação) agem de forma diferente 
em cada uma das pontas do bumerangue. 
Durante o movimento, a ponta que estiver na frente vai se deslocar em velocidade maior 
que a que está atrás, enquanto o centro prossegue com uma velocidade constante. 
"É como um pião que gira sobre si mesmo e ao mesmo tempo se desloca no ar." 
Estas diferenças de velocidade, aliada às duas forças, fazem com que ele desenhe 
no ar uma trajetória curva. 
Fazendo assim o que se chama de ''efeito giroscópio'' onde cumprindo seu trajeto 
retorna ao ponto de partida . 

Fig 4:

 

 

 __Baseado nestas descrições simplificadas, ''para arremessar e resgatar seu bumerangue, basta que esteja dentro do seu raio de giro'' para um perfeito resgate com segurança, e ele sempre chegue suave as suas mãos.

 __Não o lance com força e sim use apenas giro, correções de ângulos + ou menos a direita , e + ou - a sua esquerda de forma que o círculo, ou o retorno do seu bumerangue coincida com seu ponto de arremesso sem que tenha de deslocar-se de seu ponto original.

__Lembre-se Bumerangue não é Força e Sim Jeito 

__Observe sempre a Inclinação de Arremesso, que é similar a esta barra para destros ( / ) e canhotos( \ ).

__Lembre-se ''a pintura sempre voltada para você'' e ambas voltadas para o lado da brisa/vento.

__Durante o Arremesso de seu bumerangue e seu voo , ''Não se Distraia'', lembre-se ele estará no ar e uma fração de segundo, ele já mudou a posição, olhe seu bumerangue da saída ao resgate, para não o perder de vista, causar acidentes e ter tempo hábil de fazer um resgate seguro sempre.   

__As corridas para resgatar seu bumerangue não se justificam, uma vez que o brisa/vento esteja contínuos e sem turbulências que justifique seu deslocamento, basta apenas fazer as correções acima, para um resgate menos cansativo e assim proporcionar-lhe horas e horas de puro lazer.

__E em modo de competição, concentre-se nas condições do local, brisa/vento, modelo empregado para a modalidade, e aplique a mesma técnica. Não se preocupe com os demais jogadores, pense que está sozinho neste momento, lembre-se da regra da modalidade, de como funciona o modelo empregado,  que vale pontos e seu melhor desempenho estará sendo avaliado e ''Dê o Melhor de Si'.

Bons Ventos e Feliz Arremessos!!

 

Saiba mais : 
Trecho do Artigo compilado da Revista Brasileira de Ensino de Física. 
Compilação Fotos e comentários complementares: by Teixeira Curti

Visite nossa loja e escolha a seu modelo e seja Você também um Campeão. :) 

 

 

Tags:

Deixe um comentário

Captcha