Verificando o Vento para arremessos de seus bumerangues com segurança

Escrito Por: BNW Avaliador Publicado em: Como Arremessar seu Bumerangue Corretamente. Data de Criação: 23/04/2017 Acessos: 1727 Comentários: 0

 

 Quem já tem o mínimo de experiência sabe que a melhor condição para arremessar bumerangues são ventos constantes, tanto em intensidade, quanto em direção. Mas quem esta iniciando ainda se perde nas verificações, vamos aprender? Vem conosco!!

Para conseguir isso os melhores lugares são campos, parques, praias e locais sem obstáculos. 

Qualquer lugar plano longe de morros ou casas já proporcionam bons ventos.   

Verificando o Vento para arremessos de seus bumerangues com Segurança . 

Quem já tem o mínimo de experiência sabe que a melhor condição para arremessar bumerangues são 
ventos constantes, tanto em intensidade, quanto em direção. 
Para conseguir isso os melhores lugares são campos, parques, praias e locais sem obstáculos. 
Qualquer lugar plano longe de morros ou casas já proporcionam bons ventos.      
Escolha sempre lugares abertos e de vento constante vide a imagem abaixo:


Foto 1 :
  
Próximos a morros, o vento tende a ser mais constante no topo. 
E próximo às encostas são geradas turbulências e o ar girando faz círculos, atrapalhando o voo do bumerangue jogando-o para o chão vide a imagem abaixo da forma da chegada de vento nas encostas:


Foto 2: 
 
O mesmo fenômeno ocorre próximo a obstáculos como casas e árvores e prédios:

Foto 3;
 
Em vales apertados os ventos tendem a subir ou descer. Em terrenos inclinados o fenômeno  volta a repetir-se, e dependendo da posição relativa do vento no local, o bumerangue tenderá a subir (se o vento for ascendente) ou a ser empurrado para baixo (se o vento for descendente), jogando seu bumerangue contra o chão com riscos de danos ao seu bumerangue vide o esquema abaixo:

 

Foto 4: 
 
Estes padrões podem variar entre diferentes lugares, além de serem afetados pelas condições de tempo da região.

Para os ‘’ iniciando no esporte ‘’ recomendamos evitar arremessar onde os ventos não são constantes, manter uma vigilância para evitar acidentes (como perder o bumerangue ou acertar alguém ou até se auto lesionar) utilize sempre uma birutinha para verificar as condições de vento em cada local escolhido..

Quem tem mais experiência pode utilizar-se de modelos mais pesados e com um controle maior de lançamento como aumentando ou diminuindo o giro(torque) para se obter a estabilidade do seu bumerangue e consequente resgate com segurança. 

Velocidade e Intensidade do vento em áreas de arremessos.

Após a explicação acima de formas de ventos e locais agora falaremos sobre a direção, velocidade e intensidade do vento.

A existência de inúmeros modelos de bumerangue exige uma velocidade de arremesso e giro(torque) ideal para que ele complete seu percurso.

Essas velocidades são definidas pelo shape aplicado à peça e  material no qual o bumerangue foi  produzido.            
Geralmente os fabricantes indicam a intensidade como ‘’ brisas, suaves, moderados, ou fortes ‘‘. 

Qual a diferença entre as duas coisas?

A velocidade é um dado numérico, em km/h, m/s, nós etc. Que poderá  ser medida através de um equipamento chamado  ‘’Anemômetro’’. São bastante úteis e encontra-se a vendas em sites na internet vide foto do aparelho:

Foto 5:  

A intensidade não é um dado numérico e sim baseada na observação indireta do efeito que o vento causa em objetos, arrastos de folhas secas, papeis etc..  

De posse de um anemômetro é possível classificar alguns tipos de ventos a partir da escala abaixo descrita e é possível inferir a intensidade do vento pelo efeito que ele causa na biruta e nas árvores, ilustrando o que foi explicado acima.
 
“de 0 a 6 km/h – Ventos Fracos... De 6 à 8,5 km/h – moderados
De 8,5 a 11 km/h – Ventos médios... De 11 a 16 km/h – Ventos fortes
De 16 a 22 km/h – Vento muito forte (nestas condições bumerangues pesados e com acessórios e local ermo é possível de se experimentar) observando a segurança pessoal sempre. 
De 22 a 32 km/h – Nestas condições, ideal é ir soltar pipas, fazer bumerangues, pintar, etc.

Para ilustrar melhor vide a posição de uma biruta a brisa/vento incidente.

Foto 6

Como você não arremessa em alto mar nem próximo a lugares estranhos a Escala Beaufort não é levada em consideração, mas já foi utilizada em algumas plantas de bumerangues antigos, Abreviação da escala (BF). Saber exatamente a velocidade exata do vento não é realmente importante exceto se é participante de competições para usar cada bumerangue em cada tipo de vento.

Ao se praticar constantemente com o tempo você descobre a melhor intensidade da brisa/vento para cada um dos seus bumerangues.. E perceberá que um mesmo bumerangue pode se comportar de maneiras diferentes a depender da velocidade do vento, geralmente com um retorno mais suave no vento mais fraco e com muito giro nos ventos mais fortes.

Note que a direção, a intensidade dos ventos tende a ser mais constante no litoral e terá variações de acordo com sua região, meses do ano e condições de tempo conforme as estações. Basta prestar atenção no lugar onde você mora, onde vc faz seus arremessos.
 
Consulte nosso Guia do Bumerangue na sessão de “Erros comuns” onde são relacionados e como corrigi-los.

Direção de lançamento do seu bumerangue e a relação com o vento:
Para um bom arremesso, é indispensável saber exatamente a direção e ter uma noção da velocidade do vento.                                                                                                        
Os inúmeros modelos de bumerangues devem  ser arremessado a um certo ângulo em relação ao vento. Diz-se que esse ângulo é de 45º quando se está arremessando pela primeira vez um modelo que não conhece e dependendo de como o bumerangue se comporta, você corrige esse ângulo para mais ou para menos vide (erros comuns) . 

Para se posicionar no vento e calcular o ângulo use uma biruta (uma antena com fita plásticas), lhe dara a direção do vento com precisão Quanto mais leve for o material, mas sensível ao vento será sua biruta, que indicará a direção até mesmo de brisas bem fracas.

Recomendações Importante do Teixeira : Ao iniciar a sessão de arremesso de seu (novo) bumerangue, faça um arremesso leve antes sem muito torque e não se preocupe se caso não complete o percurso no primeiro lançamento,  aproveite-o para verificar a intensidade do vento, acostumar-se ao modelo, calibrar o braço para gerar a intensidade de giro /torque que ira utilizar no modelo escolhido e aproveitar para dar uma ''medida no espaço disponivel '', se comporta o bumerangue escolhido, ou trocar por um outro com menor/maior raio de alcance para aproveitar melhor o local,  lembre-se das regras de segurança e pratique sempre. Bom Divertimento :)  

Obs: Como Bumerangue no ar tem voo que muitas vezes dependendo do vento acaba por até mudando a direção quando da chegada, e isso pode eventualmente trazer algum risco para aquelas pessoas que estão iniciando e até para o profissional, nada melhor do que usar um óculos de Proteção Individual (Oculos E.P.I) fator de proteção UV, são produzidos em policarbonato e com design moderno, resistentes e com lentes escuras ou claras e normalmente encontrados em casas de materiais para construções a preços muito populares. Prefira os de Policarbonato são super resistentes.

Note bem: Não use lentes amarelas em dias de sol, sob risco de danos a sua retina.. 

Foto 1  foto 2 

E para proteção das mãos nos caso de impactos fortuitos, use uma Luva meio dedos almofadada, estas são encontradas nas casa de materiais para ciclistas ou lojas de artigos esportivos com as mais variadas marcas e preço. Para as mãos mais sensiveis e de resgate de seu bumer,  utilize luvas almofadadas e de dedos completos . A recomendação para uso de uma luva meio dedo, é devido a facilidade de segurar o bumerangue no momento do arremesso , uma vez que vc terá firmeza ao segurar seu bumer e sem escorregar dos dedos. Exemplo vide foto:

 

foto 2 

 

 Fica a Dica! 

A compilação foi baseado em informações disponíveis no site da Asociación Española de Bumerán Deportivo.

A seguir, os créditos das imagens:  Albondi, Asociación e Google imagens. 
Parte de texto extraido do Livro “Magie del boomerang”, de Jacques Thomas, 1985 França.

Dica de Segurança  texto ; Teixeira Curti , imagens : Google Images .    

__This page is moderated, insertion requests that do not meet page's purpose, will be excluded. :)

Tags:

Deixe um comentário

Captcha